Secretário diz ser prematuro falar em superfaturamento

O secretário municipal de saúde de Natal George Antunes conversou com jornalistas na entrada da sede da pasta e disse ser prematura falar em superfaturamento nas investigações que resultaram na Operação Rebotalho.

“Em situação de pandemia se falar em superfaturamento… haviam preços dos mais variados possíveis. Se falar em superfaturamento é muito prematuro. Não tem como comparar preços. Você compra medicamentos de R$ 20, R$ 300, R$ 150… o mesmo medicamento. Primeiro você tem que encontrar no mercado. Não é prudente falar em superfaturamento”, declarou.

A Operação Rebotalho foi deflagrada hoje pela Polícia Federal, Controladoria-geral da União e Ministério Público Federal. A desconfiança é de que um esquema de superfaturamento na compra d respiradores para o Hospital de Campanha de Natal tenha causado um prejuízo aos cofres públicos de R$ 1,4 milhão.

Com informações da Agência Saiba e blog do Barreto

Deixe um Comentário