Seis deputados do RN votam a favor do fim inviolabilidade do único bem residencial; um verdadeiro ataque à família

A câmara federal aprovou o fim da impenhorabilidade do bem de família, a casa na qual a unidade mora. A alegação foi de que isto baixará os juros dos bancos. A casa poderá ser dada como garantia e tomada por dividas, o que hoje, salvo condições bem especiais, é proibido.

Este é de fato um verdadeiro ataque à família, já que isto jogará mães, pais, filhos etc na rua. Foi a realidade estabelecida por exemplo em 2008 nos EUA com a crise econômica que se abateu no mundo.

No RN João Maia, relator do projeto, Walter Alves, Betinho, general Girão, Karla Dickson e Benes Leocadio votaram a favor.

Natália Bonavides e Rafael Motta votaram contra.

O projeto segue para o senado.

Deixe um Comentário