Sobre a banalização da mentira em Natal

A verdade virou detalhe em Natal num momento em que estamos numa calamidade de saúde pública. Falsos estudos, estatísticas e resultados circulam sem anteparo. Em grupos do whatsapp? Não, nos jornais e releases do poder público municipal.

Um exemplo: a prefeitura do Natal abre um centro de atendimento pra distribuir ivermerctina, a pessoa chega é atendida e vai pra casa. É exatamente assim que a estrutura no palácio dos esportes funciona.

Isto foi chamado na propaganda e nos informes de “hospital” e fica tudo ok.

Deixe um Comentário