Sobre os dois lados da moeda da nomeação de Rogério Marinho

O agora ex-secretário da previdência, Rogério Marinho, foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro para o ministério do desenvolvimento regional. Trata-se de uma grande conquista para o político e para o RN.

Quem conhece Rogério sabe que ele é inegavelmente preparado e saberá aproveitar a oportunidade. Ele crescerá ainda mais politicamente. Porém, a conquista apresenta dois lados da moeda. Terá mais poder e será mais cobrado. Ou seja: Marinho precisará demonstrar que seu novo posto implicará em mais conquistas para o RN. Do contrário, ao menos do ponto de vista local, a própria visibilidade se voltará contra ele.

Seus adversários dirão que ele esqueceu do Rio Grande do Norte, sua terra. Foi assim, por exemplo, com o ex-senador Garibaldi Alves. Todo poderoso durante o governo Michel Temer, como não soube reverter isso em popularidade, acabou não colhendo o bônus do governo, mas apenas o ônus. Todo de ruim da gestão do antecessor de Bolsonaro foi facilmente colado nele. Resultado: perdeu a reeleição.

Deixe um Comentário