Sobrou para os pobres: Álvaro Dias, que liberou o Carnatal, cancela o réveillon; mas se você tiver dinheiro para passar o ano em um hotel em aglomeração idêntica pode

O prefeito de Natal Álvaro Dias, que passou a pandemia inteira forçando abertura com os hospitais abarrotados de doentes covid, agora diz que não há quadro definido para o réveillon em Natal, cancelando shows locais e queima de fogos.

Ok. Sua preocupação faria sentido se não estivesse para acontecer o Carnatal a próxima semana na cidade. E então ficamos assim: se você tem dinheiro, pode aglomerar. Se não, fique em casa.

A análise epidemiológica virou base para mercadoria. Além da prefeitura fazer caixa, na prática, o contexto ficou melhor para os hotéis da via costeira, que promoverão queima de fogos e shows privados sem nenhum desembaraço.

Pelo que é possível compreender do critério da prefeitura do Natal, só há perigo de contágio se você estiver no meio da rua em evento gratuito. Se pagar ingresso – caro -, o vírus não lhe alcançará. Em resumo, sobrou para os pobres. Vai ver a recomendação vem dos mesmos especialistas que garantiram que ivermectina protege contra covid.

Do blog: não é abrir por abrir, nem fechar por fechar. A ação deve ser alicerçada em taxa de contágio, índice de vacinados, situação dos leitos etc. O planejamento da prefeitura sequer menciona qualquer desses indicadores. Se há condições para fazer o Carnatal – e acredito que há -, também há para a realização do réveillon.

Atualização às 22:37

Há membros da prefeitura alegando que no carnatal será cobrado cartão de vacinação e no reveillon, no caso, não seria possível.

Se alguém de fato acredita que será possível cobrar cartão de vacinação numa festa do tamanho do carnatal, cabe uma sugestão: escrever uma cartinha e deixar embaixo da cama pedindo um iphone de presente ao papai noite. Afinal, o Natal vem aí.

Por fim, cabe indagar – estão cobrando cartão de vacinação na aglomeração da Árvore de Natal de Mirassol promovida pela prefeitura do Natal? Não, não é? Pois é.

Deixe um Comentário