Soma desonesta bolsonarista no RN

Políticos bolsonaristas no RN estão pegando todos os repasses da união, inclusive os obrigatórios, e somando com os específicos para covid-19. Daí fica a impressão de que o Rio Grande do Norte tem um rio de dinheiro pra investir no combate ao coronavírus.

A apresentação é bem desonesta porque leva, obviamente, a uma apreciação falsa da realidade.

O RN recebeu cerca de 87,5 milhões do governo federal. Só o convênio com a Liga, inspecionado pelo MP e MPF, custará 22 milhões pra 60 leitos. O estado já abriu 300 leitos. Faça as contas.

O repasse obrigatório é uma parcela dos impostos que o governo federal recebe, mas que deve repassar parte aos estados e municipais. Está na lei tributária. Não é uma bondade.

Se não fosse assim, o repasse obrigatório de parte do ICMS, imposto recolhido pelos Estados, aos municípios também seria uma bondade do governo. E não é assim.

Por fim, ainda há outra estratégia para embalar a narrativa de que há recursos sobrando nas terras de poti. Citar números soltos. Os cidadãos não têm a exata dimensão de quanto é caro abrir e gerenciar um leito. Têm a percepção de valores de uma casa. Daí que, quando olha 60 milhões, pensa que é recurso em demasia. Não é.

O ideal é ver as verbas dentro da evolução histórica. Por exemplo, você acha muito 146 milhões de repasse pra saúde estadual? Aparentemente sim. Pois bem, esse valor representa uma queda se comparado aos últimos anos no mesmo período de janeiro-abril.

Veja a figura abaixo.

Deixe um Comentário