TCE/RN: mudança por ofício na gestão Rosalba gerou 19 milhões de prejuízo ao etário na relação com empresa que administra Arena das Dunas

O Tribunal de Contas do Estado do RN determinou hoje que a empresa que administra a arena das dunas reparta o lucro líquido e não lucro bruto com o tesouro estadual, conforme determina o contrato.

A mudança marota aconteceu por mero ofício assinado e enviado pela secretaria extraordinária da copa. O TCE determinou que se deixe de considerar o ofício e siga o contrato.

Conforme o TCE, até o presente momento a alteração operada na gestão Rosalba, sem base contratual, gerou um prejuízo de 19 milhões de reais. O TCE determinou que o recurso seja abatido no parcelamento que o Estado mantém coma e empresa. A multa por descumprimento é de dez mil reais por dias. A empresa prometeu cumprir o contrato.

Sobre o ofício, leia esta matéria aqui.

A CPI da Arena das Dunas foi vergonhosamente enterrada, entre outras coisas, para proteger situações como essa de qualquer investigação.

Deixe um Comentário