Teich diz que CFM teve “postura inadequada” por indicar cloroquina

Nelson Teich na CPI da Covid-19

Edilson Rodrigues/Agência Senado

Do Metrópolis – O ex-ministro da Saúde Nelson Teich criticou, nesta quarta-feira (5/5), a posição do Conselho Federal de Medicina (CFM) que deu aval à prescrição da cloroquina contra a Covid-19, embora o medicamento já tenha a ineficácia comprovada contra a doença.

“Postura inadequada. Porque pode estimular o uso de um remédio que não temos comprovação [de eficária], em condições que o paciente pode estar mais exposto a não ter os cuidados necessários para o uso do medicamento. A minha posição é contrária”, declarou Teich à CPI da Covid-19.

O presidente do Conselho, Mauro Luiz Britto Ribeiro, publicou nota em meados de janeiro deste ano na qual afirma existir uma politização em torno do tratamento precoce e que não haverá mudança no parecer do conselho, que dá autonomia médica sobre esse tratamento.

O parecer em questão foi publicado em meados do ano passado, após o CFM deliberar que é decisão do médico assistente realizar o tratamento que julgar adequado, desde que tenha concordância do paciente infectado. O parecer observa que o médico deverá comunicar ao paciente que não existe benefício comprovado no tratamento farmacológico da Covid-19 e obter o consentimento livre e esclarecido.

Deixe um Comentário