Um governo de loucos

O ministro Marcelo Queiroga disse que irá cobrar prescrição médica para que crianças de 5 a 11 anos acessem o imunizante da pfizer.

Razão técnica? Nenhuma. A vacina foi aprovada pela agência reguladora, a Anvisa, e já é aplicada com sucesso em 31 países do mundo sem nenhuma intercorrência. A comunidade científica de relevo é unânime.

O governo resolveu pagar pedágio para seus loucos, os que ele alimenta com afinco. A consequência concreta será aumentar a hesitação vacinal e não a adesão as portas de novas variantes.

Por fim, será uma vacina acessada por quem tem plano de saúde, já que os pobres terão maior dificuldade para conseguir uma consulta médica de autorização. Um polpudo mercado foi aberto para os médicos apoiadores.

Na tentativa de defender o que pensam os seus 20%, aqueles que ainda apóiam o governo, eles só vão sossegar quando matarem os 100%. Expor crianças ao risco evitável é um belo exemplo diante da festa oferecida ao menino Jesus.

Deixe um Comentário