Uma hipótese sobre o voto de Rafael Motta para o senado

Após duas pesquisas veiculadas com o nome do pré-candidato Rafael Motta para o senado, cabe a elaboração de uma hipótese. Sem alteração na corrida de votação dos demais postulantes, em especial de Carlos Eduardo e Rogério Marinho, que se mantiveram relativamente estáveis, o cenário posto é o de que Motta, que gravitou nas pesquisas na casa dos 10 pontos, pegou um eleitor não alinhado com Carlos Eduardo e com Rogério Marinho. A hipótese depende de maior comprovação a partir da análise histórica das próximas pesquisas com metodologias semelhantes. Mas há plausibilidade porque o número de respondentes que não apresentaram qualquer escolha ou anularam caiu em relação às pesquisas anteriores sem Motta.

Deixe um Comentário