Vacinação no Brasil atrasará por questões políticas

Essa confusão toda, atraso no planejamento do plano de vacinação, na compra de insumos e toda a narrativa antivacina para proteger os 30% da base bolsonarista porque o imunizante que primeiro se tornará viável no país foi trazido por um membro da oposição.

Sim, a Europa já começa a vacinação contra covid a próxima semana. Aqui, não há nem edital aberto para a compra de seringas. Em uma versão preliminar, o ministério da saúde apresentou 4 fases para imunização. Prometeu mais detalhes do plano no futuro. Porém, considera a vacina de oxford a que será utilizada no país. Ora, a vacina está atrasada em decorrência de falhas em seus estudos e outras ficarão prontas antes da inglesa.

A vacina mais viável para o Brasil é a chinesa. É de fácil circulação. Não depende de armazenamento a menos 60 graus, como as americanas, estrutura que nós não temos nos nossos postos de saúde.

Só que ela foi trazia pelo governador João Dória, ferrenho opositor de presidente. Então, vem daí toda essa guerra para dizer que a vacina traz perigo, as teorias conspiratórias sobre o imunizante chinês e o atraso em firmar acordo coma sinovac para compra e distribuição.

Em resumo, mais gente vai morrer, por mais tempo a economia ficará patinando, para que Bolsonaro não admita que a vacina chinesa é viável.

Deixe um Comentário