Variante Delta arrisca avanços conquistados no combate à Covid-19, alerta OMS

O Globo – O mundo corre o risco de perder os avanços duramente conquistados na luta contra a Covid-19 com a disseminação da variante Delta, altamente transmissível. Porém, as vacinas aprovadas pela Organização Mundial da Saúde continuam eficazes, afirmou a entidade. O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) descreveu a variante Delta como sendo tão transmissível quanto a catapora e alertou que ela poderia causar doenças graves, segundo o Washington Post, que citou um documento interno do CDC.

Nas últimas quatro semanas, as infecções por Covid-19 aumentaram 80% na maioria das regiões do mundo, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus. As mortes na África — onde apenas 1,5% da população foi vacinada — aumentaram 80% no mesmo período.

— Ganhos duramente conquistados estão em perigo ou estão sendo perdidos, e os sistemas de saúde em muitos países estão sobrecarregados — disse Tedros durante uma coletiva.

A variante Delta foi detectada em 132 países, tornando-se a cepa global dominante, de acordo com a OMS.

— Todas as vacinas atualmente aprovadas pela OMS fornecem proteção significativa contra doenças graves e hospitalização em relação a todas as variantes, incluindo a Delta. Estamos lutando contra o mesmo vírus, mas um vírus que se tornou mais rápido e mais bem adaptado para se transmitir entre nós, humanos, e essa é a mudança

— disse o especialista em emergência da OMS, Mike Ryan. Maria van Kerkhove, epidemiologista que lidera a equipe técnica de Covid-19 na OMS, disse que a variante Delta foi a mais facilmente disseminada até agora. Ela é cerca de 50% mais transmissível do que as cepas de SARS-CoV-2 que surgiram pela primeira vez na China, no final de 2019. Alguns países relataram aumento nas taxas de hospitalização, mas taxas mais altas de mortalidade não foram registradas para a variante Delta, segundo Kerkhove.

O Japão disse na sexta-feira que estenderá o estados de emergência para três prefeituras perto da cidade-sede dos Jogos Olímpicos, Tóquio, e da prefeitura ocidental de Osaka à medida que casos de Covid-19 aumentam na capital e em todo o país. Ryan observou que, nas últimas 24 horas, Tóquio registrou mais de 3.000 infecções entre os cerca de 10.000 novos casos em todo o Japão.

— As Olimpíadas fazem parte desse contexto geral, e a gestão de risco que ocorre em torno desse evento é extremamente abrangente — disse.

Deixe um Comentário