Entenda o porquê: no ninho petista, o medo é de Fátima ganhar em 2018

Entenda o porquê: no ninho petista, o medo é de Fátima ganhar em 2018

Esta brincadeira vem sendo feita por neopetistas e aqueles mais históricos, com um pensamento um pouco mais além da mera militância apaixonada nas redes sociais. Em conversas reservadas, eles demonstram apreensão com a possibilidade de Fátima Bezerra administrar o Rio Grande do Norte, a partir de 2018. A questão é que, em 2019, teremos o maior ajuste fiscal da história. Todas as medidas de contenção e de ajuste feitas por Robinson Faria precisarão ser aprofundadas. Quem raciocina levando em consideração os números, sabe que não existirá espaço para retórica esquerdista.

A partir de 2019, por exemplo, será impossível manter a aliquota de recolhimento previdenciário em 11%, como é hoje. A maioria dos Estados já aumentou para 14% e aqui uma movimentação já foi tentada, mas o próprio PT, através de seus sindicatos, se opôs a medida. O RN tem um rombo anual de 1,3 bilhão por déficit previdenciário, pouco mais de 10% de todo o orçamento. O Rio Grande do Norte tem praticamente um inativo para um servidor na ativa. A conta simplesmente não fecha. É apenas um dos abacaxis a descascar. Virão muitos outros. Com a deterioração das contas públicas, será impossível conceder aumentos salariais, planos de cargos e expandir a Uern. A última ação, estapafúrdia, é promessa histórica do PT.

Em resumo, o aprofundamento do ajuste será ação inescapável e os petistas articuladores de Fátima Bezerra sabem disso. Caso eleita, ela teria de defender tudo o que criticou nos últimos e o próprio PT vem atacando como melhoramento das contas públicas este ano. O deputado estadual Fernando Mineiro, através dos sindicatos petistas, foi quem mais gritou contra o ajuste proposto pelo governador em exercício Fábio Dantas. O que dirá quando tiver de ele mesmo levar o pacote em 2019 com cortes ainda mais enérgicos?

O potencial de esfacelamento da base sindical, principal sustentáculo político e financeiro do projeto de poder do PT no RN, é real. O medo é justificado.

Deixe uma resposta