Projetos que beneficiam idosos são aprovados na Câmara de Natal

Projetos que beneficiam idosos são aprovados na Câmara de Natal

Três projetos que beneficiam os idosos receberam pareceres favoráveis durante a sessão ordinária, nesta quinta-feira (03), na Câmara Municipal de Natal. A primeira proposta aprovada foi o Projeto de Lei n° 133/2015, de autoria da vereadora Eleika Bezerra (PSL), que institui no calendário oficial de eventos do município o “Julho Branco”. O referido mês será destinado a campanhas voltadas para a saúde e a dignidade do idoso, o envelhecimento saudável e a conscientização quanto às violência sofridas pela população com faixa etária acima de 60 anos.
“Esclarecer a importância da experiência dos idosos e de sua participação no mundo atual, proporcionar a essas pessoas momentos de cultura, lazer, melhores condições de saúde, elevação da autoestima, são pontos fundamentais deste projeto”, disse Eleika Bezerra. “Ressaltamos, ainda, que a escolha pelo termo Julho Branco se deu ao relacionar o mês de comemoração ao Dia dos Avós – celebrado em 16 de julho – e ao fazer referência aos cabelos brancos dignos daqueles que tanto já viveram e que podem doar aos mais jovens muito conhecimento”, acrescentou.
A tendência de envelhecimento da população brasileira cristalizou-se nas últimas pesquisas. Os idosos, atualmente, somam 23,5 milhões dos brasileiros, mais que o dobro do registrado em 1991, quando a faixa etária contabilizava 10,7 milhões de pessoas. Este novo cenário requer aumento de políticas públicas para que a pessoa idosa tenha qualidade de vida.
Segundo o vereador Luiz Almir (PR), os idosos são de fundamental importância para a sociedade, haja vista que constituem a cultura viva dos antepassados. “Ao conversar com alguém de mais idade temos concepções e percepções que jamais teria com qualquer outra pessoa. Eles transmitem seu aprendizado de anos, aquilo que levaram longo tempo para aprender, e de graça”.
Outro projeto voltado aos idosos, acatado em primeira discussão, é o que dispõe sobre a ronda da Guarda Municipal nas academias da terceira idade na capital potiguar. A matéria foi encaminhada pelo ex-vereador Joanilson Rêgo, sendo subscrita pelo vereador Fernando Lucena (PT). “Esta iniciativa é importante porque se investe muito na instalação dessas academias, todavia, as mesmas estão sofrendo com o vandalismo. Além disso, a violência amedronta as pessoas, que preferem ficar em casa. Por isso se faz necessária a presença dos guardas municipais nestes locais”, justificou Lucena.
De acordo com o vereador Franklin Capistrano (PSB), as academias da terceira idade resgatam a alegria de viver dos idosos. “A prática de exercícios físicos tornou-se uma necessidade do ser humano, especialmente quando se chega a idade avançada. Então, temos que garantir a segurança das pessoas, para que elas possam frequentar estas academias tranquilamente. É o direito de ir e vir que deve ser respeitado”.
Por fim, o plenário aprovou, em segunda discussão, um texto apresentado pelo vereador Bispo Francisco de Assis (PRB), que institui o Dia Municipal de Conscientização da Doença de Alzheimer. Trata-se de uma doença degenerativa e progressiva, que causa atrofia do cérebro, levando à demência em pacientes idosos. “Escolhemos o dia 21 de setembro para acontecer durante o mês mundial de conscientização sobre o distúrbio. A intenção é reunir informações que possam ser úteis a todos os que convivem com idosos que sofrem com o mal de Alzheimer, como famílias, cuidadores, médicos e instituições”, concluiu o autor da proposição.

Deixe uma resposta