Um perfil complexo e intrigante

UM PERFIL COMPLEXO E INTRIGANTE

É possível observar um tipo de pessoa com diploma universitário, que acho bem interessante. É um perfil que estabelece uma relação de certo “cinismo” diante do que estuda.

A pessoa decora e até apreende a lógica de funcionamento de direitos, da ciência, mas, na prática, aquilo representa para ela um mero esquema de ideias, que ela precisa utilizar para atingir seu objetivo – se formar ou passar num concurso. O sujeito não tem qualquer ligação de compromisso cognitivo e moral com o que vê na universidade ou em um livro. Fico sempre muito impressionado quando encontro esse perfil, que não é incomum, mas não saberia dizer também o tamanho de sua extensão.

Não são necessariamente agentes que tiram notas ruins e dotados de uma carreira de fracasso. Pelo contrário. Há muitos deles em posições de sucesso. Ele nutre um ressentimento interno, estrategicamente escondido, para caminhar em paz com os outros nos meios em que camufladamente odeia.

Em suas redes sociais, quando vai perdendo o medo de escrever o que de fato pensa, vem toda a passionalidade que o move. Esse perfil se revela agora no caso do respeito às garantias e liberdades individuais em relação aos vazamentos sobre Moro-Dallagnol. O profissional sabe de tudo o que está em jogo, mas simplesmente ignora como ato de fé. A negação de direitos e da ciência nada tem a ver com burrice. É algo mais profundo e complexo.

Deixe uma resposta