Bolsonaro quer mudar a lei para impedir o passaporte da vacina; mas o problema é o carnaval

Em entrevista ao poder 360, o presidente Jair Bolsonaro diz que agirá para impedir que estados e municípios, também dotados de autoridade sanitária, instituam o passaporte sanitário da vacina.

Segundo ele, isso fere o direito a não se vacinar, caso a pessoa assim queira. E as pessoas não podem ser impedidas de ingressar em shows, repartições e espaços por conta disso.

Em resumo, ele defende o direito (sic) de no vacinados se exporem e expor terceiros a risco.

A medida vem sendo adotada em todo mundo como forma de impedir o contágio e pra incentivar à vacinação contra covid.

No Brasil, conforme dados recém veiculados pela USP, 80% dos óbitos vêm de não vacinados. Além de evoluírem para casos mais graves, são mais transmissores da doença.

Porém, Bolsonaro jura que não quer carnaval, um pleito antigo de neopentecostais contra a festa, por conta da pandemia.

Deixe um Comentário