Bolsonaro, a âncora para 2022 no RN

A esfera pública potiguar começa a debater uma questão já básica aqui no blog há meses. Quem entrar na eleição majoritária do ano que vem com a incumbência de defender Bolsonaro tenderá a patinar. Com alta rejeição no Rio Grande do Norte, nosso escopo aqui de análise, o presidente virará âncora. E não há perspectiva de que isto venha a se alterar.A economia não crescerá o ano que vem e o cenário é de fome e de desemprego. Por outro caminho, quem vier colado em Lula deverá surpreender.

Deixe um Comentário