Com pressão por mais gastos pra viabilizar eleição de Bolsonaro, Rogério Marinho foi pra cima do Guedes

O presidente Jair Bolsonaro precisa estourar mais o orçamento e jogar o ministro Paulo Guedes de vez ao mar. É a única chance dele ter condições de se reeleger em 2022. Sua avaliação de ótimo/bom caiu abaixo dos 30% faz tempo e segue com viés de baixa.

Rogério Marinho, que não é bobo e tido como alternativa ao Guedes no quesito gastança, já foi pra cima. Em discurso na privatização da companhia de águas e esgoto do estado do Rio de Janeiro (Cedae), mandou essa: com o dinheiro arrecadado, o governador do RJ poderá atender aí povo pobre, que quer viver 110, 120 anos.

Guedes se envolveu em uma polêmica no meio da semana passada, ao dizer que no Brasil “todo mundo quer viver até 100 anos”.

Deixe uma resposta