CPI da Covid na Assembleia cria palco para troca de afagos bolsonaristas entre pré-candidatos paraibanos e potiguares

Deputados estaduais paraibanos bolsonaristas vieram falar à CPI da Covid na Assembleia nos últimos dias. Fato novo? Zero. Razão: criar palco para que cada um se projete a partir da áurea alternativa de combatentes da corrupção.

Até o ex-secretário de segurança e hoje deputado estadual pela Paraíba, Walber Virgulino, entrou no embalo. Virgulino é pré-candidato ao governo do estado vizinho em 2022.

No falatório sem muita inclinação para o objeto em si da CPI, sobrou para o PT e o Supremo Tribunal Federal, teve muita defesa da atuação do presidente Jair Bolsonaro no Brasil e ataques contra o chamado consórcio nordeste.

O fato de que a região cultiva os melhores índices de enfrentamento à covid do Brasil foi esquecido.

PS. Este blogueiro segue com a mesma avaliação do início dos trabalhos da comissão. Sem nada de concreto, a CPI servirá para projetar candidaturas proporcionais bolsonaristas entre essa base de radicais, a partir da versão – falsa – de que o combate à pandemia no Brasil foi uma maravilha e o RN um mar de corrupção.

Deixe um Comentário