Criminosos, mais ricos e livres mangando da nossa cara

CRIMINOSOS, MAIS RICOS E LIVRES MANGANDO DA NOSSA CARA

Os mandantes, mentores e articuladores de um crime são, normalmente, mais reprovados socialmente do que os executores. Mas na crise da política não é assim.

Os irmãos da Batista, donos da JBS, compraram e colocaram centenas de políticos de joelhos. O sistema ficou aos seus pés. Com a força do poder econômico, não eram eles nas mãos dos candidatos, como a lava jato alardeou por aí. Pelo contrário. Eles elegeram e organizaram bancadas inteiras.

Descobertos, fecharam um acordo para lá de estranho com o MPF, inclusive com a ajuda irregular de seus membros, obtiveram o perdão total e foram embora para os EUA. Após o furacão, suas ações já acumulam 60% de alta apenas este ano. Estão mais ricos do que nunca com dinheiro do BNDES, vale lembrar.

E a suposta limpeza do sistema político prometida pelas dezenas de fase da lava jato, que resumiu tudo aos espantalhos da produção? Bem, digam vocês mesmos como anda o Brasil que está aí. As marionetes – e nós -, por pura ideologia e parça visão factual, pagaram o pato. Eles mangam da nossa cara.

Deixe um Comentário