Dallagnol vai para o enfrentamento contra a vaza jato

O procurador geral da república e chefe da força tarefa da lava jato, Deltan Dallagnol, não quer nem saber de deixar o posto que hoje ocupa.

Ele ofereceu carta em que recusa a promoção para atuar na segunda instância da justiça federal. Com a iniciativa, ele não poderá ser escolhido entre os pares para tal condição.

Caso ocupasse o cargo, teria de deixar a liderança da lava jato. Ele preferiu permanecer exatamente no local em que se encontra.

Com sua atitude, demonstra que vai para o enfrentamento contra a vaza jato e não quer saber de saída honrosa, opinião dada por colegas preocupados com a repercussão das mensagens do telegram publicadas pelo The Intercept, conforme jornal O Globo. Para ele, nada nas mensagens desabona sua conduta.

Ele vai acabar perdendo o timing. Muito ainda virá dos arquivos da Vaza Jato.

Deixe um Comentário