Enquanto protocola CPI da Covid sobre contratos aprovados pelo TCE, Assembleia ignora CPI da Arena das Dunas com prejuízo estimado de 421 milhões de reais

Foi protocolado hoje a abertura da CPI da Covid no RN. Obejtivo – avaliar os contratos fechados pelo governo do RN durante a pandemia.

Detalhe – todos os contratos foram fiscalizados pelo ministério público, auditados pelo Tribunal de Contas do Estado e tiveram idoneidade atestada pela Controladoria Geral da União.

Enquanto isso, a CPI da Arena das Dunas segue sem definição de data para iniciar. Já aprovada pela mesma Assembleia, ela não foi instalada porque os deputados alegaram a impossibilidade pelo período de pandemia, alguns dos quais pediram a abertura agora.

O contrato da Arena das Dunas é bem distinto dos relacionados à pandemia. Segundo a controladoria geral do estado, o contrato firmado entre Estado e empresa gerou um prejuízo de 421 milhões de reais ao erário. A comissão tem potencial de alcançar alguns dos parlamentares que deram sustentação à gestão de Rosalba Ciarlini, então governadora na época.

A questão não é a corrupção. Fátima lidera as pesquisas estaduais para 2022 e há a perspectiva de utilizar a CPI para tentar montar uma chapa de oposição ao governo e desidratar a governadora. Os membros da atual gestão dizem que estão tranquilos.

Deixe um Comentário