Entusiastas de Rogério Marinho emitem sinal de fraqueza ao fazerem pressão sobre o TCE contra Carlos Eduardo

Caro leitor, a oposição mira todas as suas energias em eleger Rogério Marinho para o senado. Ainda assim, nenhuma pesquisa consegue apresentá-lo acima do patamar de 20 pontos percentuais. Enquanto os demais candidatos gastam sola de sapato, para não gastarem os poucos recursos que têm ainda tão longe do dia da urna, Marinho apresenta a posse de estrutura ímpar. Basta ligar em alguma rádio, acessar um blog ou portal do RN para perceber o volume que a campanha dele já adquire. A classe política também vai quase toda com ele. O cenário lembra o que foi a tentativa de Henrique Alves se eleger ao governo do RN em 2014.

Os meios para fazer Rogério senador são os mais variados e as frentes diversas. Agora a pressão é para que o Tribunal de Contas do Estado avalie as contas de quando era prefeito do pré-candidato ao senado Carlos Eduardo. Há a notória expectativa de que isto venha a trazer alguma dor de cabeça para CE ou mesmo torná-lo inelegível após escrutínio do parecer do TCE pela Câmara Municipal do Natal. Como os dois pontos estão ligados? Os aliados e entusiastas de Rogério Marinho passam a impressão de que temem a postulação de CE e que só pelas urnas será complicado, mesmo com todo o volume de campanha já apresentado. Se a vitória fosse consequência, não existiria a preocupação em se buscar meios extra-eleitorais para fazer Rogério senador.

Deixe um Comentário