Lista de jornalistas monitorados pelo governo espanta, não pela sua existência, mas pelo valor pago

O governo federal, através da contratação de uma agência pelo ministério da economia, fez uma lista de 82 jornalistas e formadores de opinião para monitorar nas redes sociais. A classificação vem “detratores”, passando por “neutros”, chegando aos favoráveis. A planilha lista a forma com que eles se comportam e medidas para informação dos assuntos levantados por esses profissionais. Veja a lista aqui.

A divulgação do “estudo” causou frisson nas redes sociais. Porém, trata-se de conduta comum nos governos, caso não gere nenhuma perseguição posterior. O problema é que a lista custou 2,7 milhões de reais. Isto sim é passível de maiores esclarecimentos.

Deixe um Comentário