Militares querem o bônus mas não o ônus de serem governo federal

Os militares ocupam hoje cerca de 3 mil cargos comissionados na esfera federal. Militares da ativa estão atuando como ministros. O ministro da saúde é um militar.

Vale lembrar que os militares usaram seu poder de influência para que ficassem de fora da reforma da previdência, conseguiram aumento salarial e controlam cada vez mais orçamento. Eles se comportam como base de apoio do governo de Jair Bolsonaro.

Agora, o problema, além dos fatos acima narrados, é que eles não querem o ônus dos erros da gestão. Daí terem se revoltado com a fala do ministro do STF, Gilmar Mendes, que disse que os militares estavam se aliando ao genocídio da estratégia de Bolsonaro durante a pandemia.

Deixe um Comentário