Os cubanos de Bolsonaro

Os assessores de Flávio Bolsonaro transferiam até 99% dos valores referentes aos seus salários para o motorista, que movimentou mais de um milhão de reais.

E mais. A secretária de Jair Bolsonaro, também alcançada pelo coaf e filha do motorista de Flávio Bolsonaro, era personal trainer de famosos e trabalhava na área no momento do expediente.

A educadora física Nat Queiroz recebia 10 mil bruto da câmara e, em cerca de um ano, transferiu 85 mil para a provável conta passagem do seu pai, o motorista que até agora não apareceu para dizer nada.

Deixe um Comentário