Paulinho Freire obteve 27 dos 29 votos dos vereadores e presidirá a CMN no biênio 2021-2022

Dos vereadores eleitos, apenas a vereadora Ana Paula (PL) votou contra e Robério Paulinho se absteve (PSOL).

Além da unificação de diversas linhas políticas na Câmara, chama atenção o fato de que Paulinho Freire tenha alterado a lei que impedia a reeleição para a presidência da casa sem maiores questionamentos públicos dos seus pares.

Deixe um Comentário