Proedi incentiva geração de emprego

Grupo Guararapes Confecções contrata, este mês, 579 trabalhadores e atribui crescimento aos incentivos do Governo do RN. Programa foi criado na atual gestão

O Grupo Guararapes Confecções estará contratando em julho 579 funcionários, entre novos postos de trabalho e reposição de pessoal. O comunicado foi feito pelo diretor industrial, Jairo Amorim, que atribui o crescimento no número de empregos da fábrica em Natal aos incentivos do Governo do Estado, destacando a importância do Programa de Estímulo ao Desenvolvimento Industrial (Proedi), criado na gestão da governadora Fátima Bezerra no âmbito da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec).

“Graças ao Proedi que nos incentiva muito a investir nesta terra, neste mês de julho estamos contratando, aqui na Guararapes, 579 pessoas. São 449 posições novas e 130 substituições”, informou o diretor. “Um aumento muito importante que faz a gente acreditar e trabalhar firme na recuperação da economia e de nosso estado”, completou, em tom otimista, Jairo Amorim.

“Mais um resultado positivo do Proedi, o nosso programa de incentivo à indústria, que deixou para trás um passado pouco competitivo e, agora, as indústrias do RN têm um ambiente saudável e favorável ao desenvolvimento. Isso é gestão!”, disse a governadora Fátima Bezerra.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Jaime Calado, enfatizou que a notícia é reflexo direto das ações do Governo do Estado. “Estes novos empregos gerados pela Guararapes, que é a maior empregadora do Rio Grande do Norte, são fruto de uma política econômica do governo Fátima Bezerra, uma política acertada, de tornar o RN um ambiente bom para os investimentos”, comentou. “Isso nos alegra porque a prioridade do Governo do Estado é geração de emprego e renda, e portanto nos traz muita alegria e mais esperança de mais empregos ainda no futuro”, celebrou o secretário.

Esta é a segunda vez que o Grupo Guararapes anuncia a criação de novos postos de trabalho em menos de um ano, mesmo diante da crise enfrentada durante a pandemia. Em setembro do ano passado, a empresa anunciou a contratação de 1.369 funcionários, destacando a importância dos incentivos criados pela gestão da professora Fátima Bezerra, através das secretarias de Desenvolvimento Econômico e da Tributação.

O anúncio foi feito à época pelo presidente da empresa, Flávio Rocha, durante evento de lançamento do programa RN Cresce Mais, um plano multissetorial de incentivo à retomada e crescimento da economia, com ações e incentivos voltados à indústria, comércio e turismo, contemplando diversos setores.

Retomada

Dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados em maio deste ano, apontam para a retomada de crescimento no estado, após pequena variação negativa no número de empregos registrado em abril e três meses consecutivos de alta, entre janeiro e março. No mês de maio foram abertas 2.097 vagas, correspondentes à diferença entre 12.854 admissões e 10.757 desligamentos, representando aumento real de 0,48%.

De acordo com relatório da Federação das Indústrias do RN (Fiern), este é o segundo maior saldo potiguar de 2021. A avaliação da Federação foi de que o cenário projetado pelos dados de maio é atípico para o estado, considerando que se trata de um período de baixa sazonal, quando costuma haver prevalência de saldos negativos na movimentação de mão de obra. O relatório destacou também que todos os grandes setores assinalaram saldo positivo no mês, indicando que mais atividades vêm se adaptando às condições de proximidade física entre as pessoas.

Mais três mil empregos em Macaíba

Dezenove novas empresas deverão se instalar no Distrito Industrial de Macaíba nos próximos meses. Os alvarás para ocupação das áreas foram entregues aos empresários no último dia 8 pela governadora Fátima Bezerra, em ato solene no auditório da indústria Ster Bom. Com a instalação das novas indústrias, a previsão é que sejam gerados 3 mil novos empregos diretos e 15 mil indiretos.

Diante dos empresários, Fátima Bezerra ressaltou a prática do diálogo e busca do entendimento com o setor produtivo. “Eu disse que, como governadora, teríamos uma gestão do diálogo e de parcerias. E assim estamos trabalhando, mesmo diante da crise sanitária sem precedentes. Modernizamos a política de incentivos com o Proedi para dar ao estado competitividade. Antes, as empresas estavam deixando o Rio Grande do Norte. Agora estamos apoiando o investidor e os empresários que aqui querem produzir e crescer”, declarou.

O secretário de Estado do Desenvolvimento Econômico (Sedec), Jaime Calado, disse que as 19 empresas que investem no estado mostram confiança no Governo. “O Proedi, criado na atual gestão e que substitui o antigo Proadi, vale até 2032. Estamos também fazendo a revitalização dos distritos industriais e vamos implantar dez distritos empresariais em cidades-polo para atender não só a indústria, mas outros segmentos da economia.”

Deixe um Comentário