Queiroga reclama que as vacinas estão encostadas; Ministro, ao invés de falar mal dos imunizantes, faça uma então uma campanha de vacinação

Em Maceió, o ministro Marcelo Queiroga reclamou sobre o fato das vacinas para criança se encontrarem encostadas. Conforme levantamentos recém publicados na imprensa, apenas 15% das crianças entre 5 e 11 anos foram se vacinar.

Segundo ele, a culpa é dos governadores, conforme matéria abaixo. Ora, ministro, ao invés de falar mal de vacina, por que o Senhor não promove então uma campanha de vacinação?

Do Metrópoles

Durante agenda em Maceió, o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, voltou a defender o trabalho do governo federal no combate à pandemia de Covid-19, doença causada pelo coronavírus. De acordo com o cardiologista, a gestão do presidente Jair Bolsonaro (PL) fez um bom trabalho, inclusive na campanha de imunização.

Neste sábado (12/2), Queiroga subiu o tom contra governadores. Segundo o ministro, há em estoque mais de 70 milhões de doses das vacinas que ainda não foram aplicadas.

“Há estado querendo devolver vacina para o ministério. Vamos aplicar as vacinas”, reclamou, ao discursar em um polo de imunização.

Queiroga também rebateu críticas de que teria atrasado a imunização infantil; para tanto, voltou a criticar governadores. “Aqueles que estão dizendo que eu atrasei vacina para crianças, quantas vacinas vocês distribuíram? Nenhuma”, ironizou. “Um consórcio de governadores disse que iria trazer vacinas. Quantas eles trouxeram? Nenhuma. Todas as vacinas foram entregues pelo governo federal”, pontuou.

Incentivo à vacinação

Queiroga finalizou pedindo para que as pessoas vacinem as crianças entre 5 e 11 anos, e tomem a dose de reforço — terceira dose.

“Cada pai, cada mãe: leve seus filhos para as salas de vacinação. Também precisamos reforçar a terceira dose. Só vamos acabar com a pandemia com a terceira dose e com a vacinação na África”, frisou.

Desde o início da pandemia, 27,3 milhões de pessoas receberam o diagnóstico de Covid-19 no Brasil, e mais de 637 mil morreram em decorrência da doença.

Cerca de 152 milhões de brasileiros estão totalmente vacinados (esquema com duas doses ou dose única).

Deixe um Comentário