Sobre o alto risco de ir para 2020 em Natal com o kit bolsonarista

Quem aposta no bolsonarismo como kit salva vidas para a eleição em 2020 em Natal, talvez tenha, como este modesto blog vem prognosticando, de rever suas estratégias.

Em pesquisa recém veiculada pela xp Investimentos/Ipespe, o presidente Bolsonaro viu seus índices de ruim e péssimo acima de bom e ótimo pela primeira vez no país. Isto com cerca de cinco meses de governo. Com um agravamento: o petismo deixa cada vez mais o horizonte de culpa pela crise, conforme os eleitores entrevistados (veja as duas figuras abaixo).

Se o antipetismo não funcionou em 2018 contra Fátima (PT) no RN, quando Bolsonaro estava com tudo, que garantia o antipetismo dará agora que está saindo do retrovisor do eleitor nacional?

Por fim, há um dado ainda mais preocupante para quem samba nessa música de nota única pró-bolsonaro. No RN, conforme recente pesquisa publicada pela Fiern / Consult, Fátima é muito mais bem avaliada do que Bolsonaro e, por fim, mais de 60% dos eleitores não confiam no presidente. Fátima Bezerra é aprovada por 55% dos potiguares e reprovada por 23%. Já o presidente Bolsonaro é aprovado 25% e desaprovado por 60% do RN.

Pode ser que ele se recupere e influencie a eleição em Natal? Sim, mas não é o que a tendência sinaliza.

Deixe um Comentário