O duro recado de Fátima contra o bate-bola orçamentário entre Poderes e Assembleia

Em seu discurso no evento “Motores do desenvolvimento” feito ontem na sede da Fiern, organizadora do encontro, Fátima deu alguns sinais do que pretende fazer.

Falou em corte de custeio, fusão de secretarias, melhoria na cobrança da dívida ativa, falou em melhoria financeira da previdência estadual e pediu sensibilidade aos poderes.

Mas algo chamou atenção do índio poti. Ela deixou claro que não aceitará mais a lógica da máquina pública se pautar por um orçamento fictício, baseado em expectativas de receitas sabidamente superestimadas.

Foi um claro recado contra o bate bola entre poderes (TJ, TCE, mp, etc) e a Assembleia.

O orçamento superestimado aprovado pela Assembleia é uma forma de aumentar os repasses dos duodécimos para os poderes, além de para o próprio legislativo estadual.

Como este blog já avaliou, foi uma lógica que Robinson Faria tentou lutar, mas não logrou êxito em sua jornada.

Deixe um Comentário