A pergunta que importa para o pleito de 2018 no RN

A eleição ainda não começou de fato, pois ainda estamos naquela fase em que os candidatos  rodam o RN e se apresentam. Até o presente momento, nas entrevistas concedidas, todos os candidatos ao governo ainda não saíram do trivial – falam em eficiência na máquina pública, melhoria da segurança, etc. Sinalizações genéricas.

Quando o “tempo da eleição” chegar, com o guia eleitoral na Tv, uma pergunta objetiva no entanto terá de ser respondida: diante da crise, o que o postulante faria se estivesse no lugar de Robinson para debelar o cenário de crise fiscal e enfrentamento da violência?! Será tal questão que irá nortear boa parte do debate no pleito de 2018.

A folha dos servidores segue enorme e temos um abacaxi previdenciário para descascar. É nesse sentido que a indagação fundamental servirá para demarcar a discussão em relação ao passado e, principalmente, sobre o futuro. Robinson procurará defender suas ações. Ao passo que os demais irão no caminho inverso. Este é o debate importa.

Deixe uma resposta