Ao abrir mão de segurança e da casa oficial, o governador se tornou um cidadão comum suscetível aos mesmos problemas dos demais

Os antigos governadores moravam numa bolha. Com ampla segurança e casa oficial em estrutura nababesca bancada pelo contribuinte, nunca eram assaltados, não enfrentavam os mesmos problemas do que os demais mortais. Bancamos, por muitos anos, a feira de supermercado de famílias inteiras só porque tinham alguma ligação com o administrador na cadeira máxima do Estado.

Robinson abriu mão de tudo isso no início do governo, para viver como um cidadão comum. O fato de ter o carro levado por assaltantes demonstra que o atual gestor não vive isolado. É um norteriograndense que atravessa dificuldades semelhantes. Há aumento da violência no país inteiro? Ora, se o governador tem a estrutura que qualquer um de nós temos, ao contrário do que ocorria num passado não muito distante, também estará suscetível. Será normal ocorrer com ele, como poderia ter acontecido comigo ou com o leitor.

O que foi assunto de críticas e galhofas durante a semana deveria também mostrar este outro aspecto pouco lembrado, inclusive por quem trabalha para Robinson.

Deixe uma resposta