Cármen Lúcia diz que sociedade brasileira é ‘patrimonialista’ e ‘machista’

Cármen Lúcia diz que sociedade brasileira é ‘patrimonialista’ e ‘machista’

O Globo

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, afirmou que a sociedade brasileira ainda é “patrimonialista” e “machista”. Ela participa, na Embaixada da França, do seminário “Mulheres na Justiça”, no qual estão presentes também a procuradora-geral da República (PGR), Raquel Dodge, e a advogada-geral da União (AGU), Grace Mendonça.

Cármen iniciou sua exposição afirmando que o fato de mulheres estarem no comando das principais instituições da Justiça é uma “circunstância” e não um retrato de que o país superou os problemas de gênero. Ela destacou que não há previsão de que isso se repita no curto prazo.

— Vivemos em uma sociedade patrimonialista, machista, que é a sociedade brasileira — disse a presidente do STF.

Ela destacou que na Constituição de 1988 foi colocado pela primeira vez a igualdade entre “homens e mulheres”. Cármen afirmou que “o pior problema do Brasil é a desigualdade”, destacando que ocorre em outras áreas, como a questão econômica.

Deixe uma resposta