Com iPhone mais caro, receita da Apple cresce 17% no 3º trimestre

A Apple driblou a crise enfrentada pelas fabricantes de smartphones e faturou US$ 53,3 bilhões no terceiro trimestre do ano, 17% a mais que o registrado no mesmo período do ano passado. O principal motor para o crescimento da receita continua sendo a venda de iPhone, em especial ao do iPhone X, modelo mais caro já lançado pela empresa.

Em relatório divulgado no fim da tarde desta terça-feira, 31, a Apple disse que vendeu 41,3 mil smartphones até 30 de junho. O número é apenas 1% maior que o mesmo período do ano passado, mas garantiu um crescimento de 20,4% no valor arrecadado com a venda.

O aumento é justificado pelo preço dos celulares mais recentes. O modelo mais novo e considerado a maior inovação da Apple nos últimos anos, o iPhone X, por exemplo, custa US$ 1 mil nos Estados Unidos e R$ 7 mil no Brasil.

“Nosso crescimento tem muita relação com a adoção do iPhone no modelo X, 8 e 8 plus pelo mundo”, disse Luca Maestri, diretor financeiro da empresa durante conferência com investidores.

A estratégia garantiu um lucro de US$ 11,52 bilhões, um crescimento de 32% em relação ao mesmo período do ano passado.

Outras fontes

Os vestíveis foram outra fonte de renda da empresa no trimestre. O negócio, que inclui o fone de ouvido sem fio, o AirPod, e o relógio inteligente, AppleWatch aumentarem 60% nos últimos três meses e registraram US$ 10 bilhões em vendas nos últimos 10 trimestres.

A Apple deu indícios que espera que esse negócio cresça nos próximos meses. “Ainda não fomos capazes de atender toda a demanda e capacidade dos nossos vestíveis”, comentou Maestri.

Já negócio de serviços da companhia, — que inclui AppleStore, iCloud, Apple Music entre outros — cresceu sua receita em 31%. O impacto garante aumento de US$ 9,55 bilhões do trimestre, superando a expectativa de US$ 9,1 bilhões feitas por analistas.

Futuro. Segundo expectativa da própria Apple os próximos meses serão ainda melhores. A fabricante deve antecipar a venda de novos modelos de celulares o que deve impactar diretamente na receita do quarto trimestre. Para o próximo período, a Apple espera registrar uma receita de US$ 62 bilhões, superando os US $ 59,6 bilhões esperados pelo mercado.

A empresa sinalizou para o mercado que prevê bons ventos para os próximos meses na companhia. Ela anunciou que vai recomprar suas próprias ações e fez promessas de crescimentos em seus serviços de streaming de música e vídeo, onde enfrente a concorrência de Spotify e Netflix.

 

Deixe uma resposta