Delação do Palocci, o escudo para a crise do governo Bolsonaro

Diante da crise no caso do motorista Fabrício Queiroz e sua relação com o filho de Jair Bolsonaro, Flávio Bolsonaro, novamente mais um anexo da delação de Palocci foi vazada.

Quantos anexos a delação contém? O ideal é que ela viesse à tona, sem timming político e conforme seu rito processual.

Se isto for pedir demais, que ao menos não seja veiculada aos pedaços, mas toda de uma vez. Do contrário, terá bastante verossimilhança a noção de que ela está sendo fracionada e sacada como escudo, girando o noticiário, para os rolos do novo governo.

E, cabe ressaltar, criticar esse uso político de uma delação nada tem a ver com um possível pedido para que a versão dada pelo ex-ministro não seja escrutinada. Lula deve sim ser investigado.

Deixe uma resposta