Disciplina sobre o “golpe”: no fla-flu, o que vai acabará retornando

Meu texto sobre a “disciplina do golpe” rendeu… Aos críticos gostaria de questionar como forma de manter o debate.

Quem está disposto a dizer que uma disciplina sem o uso de literatura especializada, com textos de Sakamoto e deputados do PSOL, ementa vaga e com o uso de jargões de esquerda é legítima e não pode ser criticada aceitaria:

Uma matéria com textos de algum deputado de direita e do Guilherme Fiuza, contendo o título: “escola sem partido: a doutrinação nas universidades brasileiras”?!

Sim, porque a falta de critério que vai, nesse fla-flu, também acabará voltando.

Deixe uma resposta