Em 2019, o governo do RN teve que pagar um déficit previdenciário de 1,5 bilhão de reais

A informação foi publicada pelo secretário de planejamento, Aldemir Freire, em seu twitter.

O RN precisa urgentemente fazer sua reforma da previdência. Do contrário, não poderá receber transferências voluntárias da união, conforme foi aprovado pelo congresso nacional. O alinhamento de estados e municípios com os parâmetros federais é uma necessidade imperativa.

Além disso, a ausência de tais recursos mina serviços públicos e a capacidade de investimento do estado. Hoje, já são mais aposentados e pensionistas do que servidores na ativa.

O governo abriu diálogo com as centrais sindicatos para a composição da proposta. Amanhã (30) haverá nova rodada de negociações.

Deixe uma resposta