Glamourização do perigo

Os elogios para o povo nordestino, que vem limpando o óleo nas praias da região, são gerais. Mas em que pese a inegável postura de civismo, há uma glamourização de uma situação negativa.

Estamos assistindo pessoas, sem equipamentos e conhecimento, metendo a mão em substância tóxica. Não se sabe também como ocorrerá o descarte adequado. A responsabilidade não é delas. É do Estado.

Deixe um Comentário