Há limite sim para liberdade de expressão

Liberdade de expressão não é algo irrestrito. Liberdade de expressão não permite a ninguém chamar terceiro de puta e esfregar publicamente documento judicial no pênis e rasgar, como fez Danilo Gentili. A pessoa pode falar o que quiser, mas se outro cidadão se sentir ofendido deve procurar o judiciário. Não há iliberalismo aí.

Não há também nenhum perigo em ter a racionalidade de estabelecer limites universais à liberdade de expressão. Se não fosse assim, discursos racistas e de ódio contra pessoas, grupos ou etnias seriam protegidos por este monstrengo, pela lógica de alguns, sem limites. Se a liberdade de expressão fosse ilimitada, grupos políticos poderiam defender o nazismo. Só que aprendemos com a história e somos capazes sim de estabelecer consensos contra erros do passado e em favor da proteção do valor moral de qualquer ser humano. Há uma falsa questão aí em jogo.

Deixe uma resposta