Maioria do PSDB trai Temer em votação e causa racha na base do governo

Maioria do PSDB trai Temer em votação e causa racha na base do governo

O PSDB foi o partido da base do governo que mais traiu o presidente Michel Temer na votação desta quarta-feira (2). Dos 47 deputados tucanos, 21 votaram pelo prosseguimento da denúncia por corrupção passiva contra Temer.

Segundo publicou a Folha de S. Paulo, o resultado cria o já esperado racha da bancada da Câmara dos Deputados sobre o apoio ao Palácio do Planalto.

O PSDB tem quatro ministérios no governo e apesar disso, seu presidente Tasso Jereissati (CE), defende a entrega de cargos. Já Aécio Neves (MG), licenciado da presidência do PSDB, passou o fim de semana articulando a votação junto ao Planalto.

Outros quatro deputados não compareceram à votação: Shéridan (RR), Eduardo Barbosa (MG) e Pedro Vilela (AL) e Raimundo Gomes de Matos (CE). Barbosa justificou a ausência pela morte da esposa em acidente de carro.

O deputado Paulo Abi-Ackel (PSDB-MG), autor do parecer favorável a Temer que foi aprovado nesta quarta-feira em plenário chamou de “pequeno problema” a decisão do partido de orientar a bancada a votar contra seu relatório.

Deixe uma resposta