Ministro da educação quer que UFRN, UFERSA e IFRN usem a polícia militar como guarda patrimonial como forma de cortar custos

O ministro da educação, Abraham Weintraub, defendeu no último dia 20, em audiência com os reitores da UFRN, UFERSA e IFRN, além da bancada federal do nosso estado, que as universidades utilizem a polícia militar como forma de cortar custos com segurança patrimonial.

Os reitores lembraram que a UFRN, UFERSA e IFRN já trabalham em parceria com a polícia militar, dentro dos limites da legislação nacional vigente. E que, portanto, não haveria como acontecer nenhum tipo de enxugamento por esse caminho.

Ao ouvir toda a dificuldade pela qual passam as instituições listadas, disse que os cortes orçamentários permanecerão até que a reforma da previdência seja aprovada.

Deixe uma resposta