Moro sentiu

O vice presidente Hamilton Mourão e o ex-chefe da casa civil Gustavo Bebiano, mais recentemente, concederam declarações à imprensa dando conta de que o hoje ministro da justiça, Sérgio Moro, já vinha negociando o cargo durante o pleito eleitoral de 2018.

Ainda no primeiro turno, fazendo o papel de juiz da lava jato, Sérgio Moro liberou a delação de Palocci em que o mesmo fazia diversas acusações contra Lula e o PT.

Com a repercussão da ação por parte do jornalista da Folha Elio Gaspari, Moro sentiu e se manifestou. Alega que só tratou do cargo que hoje ocupa depois do resultado do segundo turno da eleição.

É pouco provável que Moro esteja falando a verdade, mas mesmo que ele tenha o benefício da dúvida – e tem -, o dado concreto é que a lava jato foi ferida de morte pela sua aceitação do Ministério de Bolsonaro após ter condenado seu principal adversário. E mais: todo o seu enredamento com os procuradores da LJ, hoje de conhecimento público pelas revelações da chamada vaza jato, não deixam dúvida quanto a sua parcialidade.

Deixe um Comentário