Natal ficando para trás

Comentei aqui para os meus poucos mas fieis leitores sobre a diferença de organização entre a orla de João Pessoa e a de Natal. No dia primeiro do ano fui a praia de Ponta Negra e fiquei triste.

A praia estava suja, não apenas porque existia lixo do ano novo, mas pela falta de organização. Os equipamentos estão sucateados. Não há organização. Apenas um amontoado de comerciantes, pessoas e transeuntes.

Aí fico imaginando: se um dos nossos principais cartões postais está assim, como não se encontra a periferia da capital?

A eleição está chegando e precisamos de um debate profundo a respeito dos reais problemas de Natal.

Veja o estado de Ponta Negra na postagem abaixo extraída do Blog do Bg.

Do Blog do Bg

A cena em um dos principais acessos de pedestres à Ponta Negra é deplorável e levam riscos à saúde dos frequentadores da praia. Os corrimãos do acesso estão completamente enferrujados e um bueiro está estourado jogando água suja no calçadão.

Esse problema acontece exatamente no período de alta estação, em que a capital potiguar recebe mais turistas. E, enquanto isso, mais de R$ 7,1 milhões gastos com decoração e iluminação natalina. Além de quase R$ 2 milhões para contratação de bandas.

As reclamações são várias nas redes sociais. Fotos mostram lixo por todas as partes da praia, estruturas enferrujadas, sacos de areia substituindo escadas, um total abandono em um dos principais cartões portais da cidade.

Será que a Prefeitura não está vendo nada disso?

Deixe um Comentário