O perigo para Moro

O próximo ministro da justiça Sérgio Moro pode ter sua imagem desconstruída pelo transcorrer dos fatos no próximo governo.

A situação do filho de Bolsonaro e o assessor que movimentou 1,2 milhão é um exemplo. O ex motorista do deputado estadual Flávio Bolsonaro recebeu transferência de 80% dos salários de mais sete assessores e deu dinheiro para a mulher do presidente eleito, que ele ter ocorrido empréstimo.

Até uma criança já entendeu que no gabinete de Flávio, eleito agora senador, o mandatário ficava com parte dos salários dos assessores, prática comum nos legislativos do país. A ação é banal, mas obviamente não é legal.

Já no caso, Moro foi instado a se manifestar. No entanto, permanece calado. Como todo governo tem situação de corrupção, Sérgio Moro permanecerá em saia justa toda vez que o que acontece agora voltar a se processar.

Deixe uma resposta