Os eleitores desiludidos do PT

Converso com muita gente que não é “desonesta”, nem “fascista”, nem “reaça”, nem muito menos da “classe média golpista”, que se entristece com o que ocorre com Lula, mas está insatisfeita com o que foi dito pelo PT sobre seu envolvimento em toda a corrupção revelada pela Lava Jato. Afirmam que votaram em Lula (alguns até em Dilma também), mas não mais votarão. São pessoas que estão meio que, sei lá, desiludidas.

Tais eleitores foram atraídos pelo PT em decorrência do discurso da ética, que tornou o partido forte no congresso antes de chegar à presidência. Se sentem traídos porque, na visão deles, “o PT não fez diferente” como prometia e como acusava quando apontava para seus adversários.

Suspeito, pelas qualis que a folha vêm publicando, que esse contingente não é pequeno. E eles apresentam uma narrativa consistente. Do ponto de vista da análise, não faz o menor sentido enquadrá-los como conservadores ou algo do gênero.

Deixe uma resposta