Os professores da UERN querem acabar com a greve, mas o sindicato Aduern não deixa

Um grupo de 100 professores da UERN pediu, em manifesto, pelo fim da greve na instituição, que acontece desde 10 de Novembro de 2017.

Os alunos também já decidiram em assembleia estudantil pelo retorno.

No entanto, o sindicato dos professores, contrariando o seu estatuto, tem posto dificuldades para chamar uma assembleia e deliberar sobre o tema.

Deixe uma resposta