Policiais querem o que o governo não tem como entregar: 60% de aumento; negociações foram recusadas

Os policiais militares e bombeiros prometem uma paralisação na próxima segunda feira (17).

Motivo: querem aumento de 60%, implementação de gratificações e equiparação salarial com os policiais civis.

O Estado não tem como pagar tal aumento. Não há recursos e a lei de responsabilidade fiscal não permite. Não é falta de desejo. Trata-se de impossibilidade.

A gestão de Fátima quer implementar gratificações e promoções de imediato. Também propôs abertura de fórum pra buscar uma equiparação paulatina dos salários dos PMs e bombeiros com os policiais civis, uma demanda histórica. Eles recusaram.

O que se percebe é que há interesses eleitorais de fundo na história. Líderes que sonham com a câmara do Natal e a prefeitura da cidade. Paga a população que ficará sem o serviço.

Deixe uma resposta